INICIOPORTALNOTÍCIASDUVIDASPRINCIPAIS MARCASCONECTAR-SEREGISTRAR-SE

Compartilhe
LUAN B MACHADO
Admin
Mensagens : 365
Data de inscrição : 29/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://webcar.forumeiros.com
17052019
Estados Unidos adiam em 6 meses decisão sobre tarifas a carros importados

Estados Unidos adiam em 6 meses decisão sobre tarifas a carros importados 000_jk10

O adiamento tem como objetivo ganhar tempo nas negociações comerciais com a União Europeia e o Japão.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, adiou por 6 meses a decisão de impor tarifas sobre carros e peças de automóveis importadas, anunciou nesta sexta-feira (17) a Casa Branca.

Mais cedo, fontes a par do assunto já haviam informado à Reuters sobre a decisão, que tem o objetivo de obter mais tempo nas negociação comerciais com a União Europeia e o Japão.

Trump tinha até o próximo sábado (18) para tomar uma decisão sobre as recomendações do Departamento de Comércio para proteger a indústria automobilística dos EUA das importações por motivos de segurança nacional.

A Reuters e outras empresas informaram no começo da semana que Trump deveria adiar a decisão. Montadoras se opuseram fortemente às tarifas, dizendo que elas aumentarão os preços e ameaçam milhares de empregos nos Estados Unidos.

Montadoras alertaram impactos

A General Motors, Volkswagen, Toyota e outras fabricantes alertaram anteriormente sobre os impactos negativos de impor tarifas de até 25% sobre carros importados e autopeças.

A Casa Branca realizou uma série de reuniões de alto nível sobre o assunto nos últimos dias e autoridades do governo disseram repetidamente às montadoras que planejam adiar a decisão.

Em fevereiro, o Departamento de Comércio apresentou seu relatório de segurança nacional "Seção 232" à Casa Branca. A agência estava investigando se importações abalaram a segurança nacional dos EUA ao enfraquecer a capacidade das montadoras de investir em tecnologias futuras. As recomendações específicas do Departamento de Comércio não foram reveladas.

Uma série de anúncios pela General Motors na semana passada de investimentos de US$ 700 milhões em três fábricas de Ohio e esforços para vender a já desativada planta de Lordstown deixaram Trump mais inclinado a adiar as tarifas, disseram autoridades do governo à Reuters na semana passada.

Guerra comercial intensificada

Ao mesmo tempo, Trump intensificou sua guerra comercial com a China, elevando acentuadamente as tarifas sobre US$ 200 bilhões em bens chineses e abrindo consultas públicas sobre as importações chinesas remanescentes, equivalente a cerca de US$ 300 bilhões.

As tarifas sobre automóveis enfrentam ampla oposição no Congresso. A Casa Branca se recusou a entregar o relatório do Departamento de Comércio ao senador republicano Chuck Grassley, presidente do Comitê Financeiro do Senado, que tem pedido para vê-lo.

Na semana passada, 159 deputados, liderados pela vice-presidente do Comitê de Meios e Recursos, Terri Sewell, escreveram ao diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca, Larry Kudlow, para pedi-lo a aconselhar Trump contra "impor restrições comerciais que possam abalar o setor automobilístico e a economia norte-americana".
Compartilhar este artigo em:diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

Comentários

Nenhum comentário.

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum